AGENDA
20/11 - Varpa / SP
Aniversário da Igreja Batista de Varpa, SP
25/09 - Campo Limpo Paulista / SP
Igreja Batista Central de Campo Limpo Paulista
30/11 - / SP

Domingos Montagner: REFLEXÕES SOBRE A MORTE


REFLEXÕES SOBRE A MORTE

Com relação à morte do ator Domingos Montagner, apesar do momento de dor, especialmente para a família - a favor de quem devemos orar a Deus pedindo todo conforto e consolo que somente Ele pode dar -, e para todos os amigos e pessoas mais próximas, creio não haver um momento mais propício para uma profunda reflexão.

Deus fez o homem para a eternidade. Nosso espírito é eterno! Mas é lamentável que enquanto estamos no corpo, todos nossos alvos são praticamente - como se estabelecidos apenas para até a morte física -. Deus deu ao homem um espírito que é eterno; mas é uma pena que enquanto vive, se dedica quase que totalmente ao corpo que é tão passageiro!

A morte é algo irreversível, irremediável e inerente à condição humana; mas parece que tem que morrer alguém famoso para ela parecer algo estranho ao ser humano. Muito embora a maioria dos brasileiros se declare cristã, no entanto, não considera a eternidade como algo pode se iniciar a qualquer momento. Por isso, creio que viver pensando na morte ou preparado para morrer não deveria ser considerado morbidez, mas a coisa mais sensata desta vida!

A morte é algo tão sério, e seus resultados tão determinantes para a nossa eternidade, que Deus fez com que a preparação para ela fosse extremamente simples, resumida em uma decisão: “Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Pois com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação. Como diz a Escritura: “Todo o que nele confia jamais será envergonhado”. Não há diferença entre judeus e gentios, pois o mesmo Senhor é Senhor de todos e abençoa ricamente todos os que o invocam, porque “todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Romanos‬ ‭10:9-13).

"Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus" (João‬ ‭1:12-13‬).

É simples assim!

Ver mais comentários

Comentar




Enviar