AGENDA
12/12 - Salto / SP
Primeira Igreja Batista de Salto
28/11 - Salto / SP
Primeira Igreja Batista de Salto
14/11 - Salto / SP
Primeira Igreja Batista de Salto
31/10 - Salto / SP
Primeira Igreja Batista de Salto

Só há lugar para os sete mil



SÓ HÁ LUGAR PARA OS “SETE MIL”

Senhor lhe disse: “Volte pelo caminho por onde veio e vá para o deserto de Damasco. Chegando lá, unja Hazael como rei da Síria. Unja também Jeú, filho de Ninsi, como rei de Israel, e unja Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, para suceder a você como profeta. Jeú matará todo aquele que escapar da espada de Hazael, e Eliseu matará todo aquele que escapar da espada de Jeú. No entanto, fiz sobrar sete mil em Israel, todos aqueles cujos joelhos não se inclinaram diante de Baal e todos aqueles cujas bocas não o beijaram” (1 Rs 19.15-18)

Deus havia reprovado o estilo de vida idólatra com que Salomão estava terminando sua existência e decidiu pelo fim da dinastia davídica sobre as doze tribos de israel; muito embora, por amor a Davi iria deixar uma tribo – Judá - sob o governo de um de seus descendentes. Escolheu Jeroboão para ficar com as dez tribos do Norte, mas ele se rebela contra o Senhor e entra por um caminho de idolatria pior que Salomão, instalando o caos total sobre Israel – tudo acontece a partir do capítulo doze -. Até o dezenove, onde estamos, é só caos! Idolatria e mais idolatria, rebeliões, assassinatos de reis, Deus levantando profetas para denunciar esse momento de tragédia na vida espiritual da nação, até chegarmos a Acabe com Jezabel, que parece ser o auge desse quadro, quando temos a batalha de Elias contra os quatrocentos e cinquenta profetas de Baal e os quatrocentos da deusa Aserá. É nesse contexto que, quando confrontado por Deus, Elias responde: “Tenho sido muito zeloso pelo Senhor, o Deus dos Exércitos. Os israelitas rejeitaram a tua aliança, quebraram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada. Sou o único que sobrou, e agora também estão procurando matar-me”; quando, então, Deus responde: “Ainda tenho sete mil fiéis em Israel!”

O Brasil vive um momento de caos absoluto que, muito mais que político, é espiritual. O povo brasileiro tem rejeitado a aliança com o Senhor, pois seu estilo de vida e suas escolhas têm revelado isso – não há uma revelação natural que faz com que todos conheçam o Senhor? -. O povo brasileiro tem quebrado todos os altares do Deus altíssimo. Todos os valores do coração de Deus: Família, a verdade, a justiça, o amor ao próximo, ao pobre, à viúva, ao desamparado, têm sido derrubados, um a um; e todos os “seus profetas” têm sido mortos, pois há uma estrutura institucional para calar a “voz de Deus”. Meus queridos leitores, é nesse contexto que digo que só há lugar neste Brasil para crentes iguais a  esses “sete mil”, pois quais são suas características? Eles “não se dobraram diante de Baal”; ou seja, não se curvaram aos seus valores, esses mesmos valores que têm colocado nossa sociedade de joelho idolatrando-os. Eles também não “beijaram suas imagens”; ou seja, se recusaram veementemente a fazer parte deste sistema.

A esperança para o Brasil está na existência desses sete mil. Você faz parte deles?

Ver mais comentários

Comentar




Enviar