AGENDA
09/05 - JUNDIAI / SP
Congresso de Homens da ABREJUND
12/04 - Pouso Alegre / MG
Igreja Batista Betel
11/04 - Pouso Alegre / MG
Igreja Batista Betel
10/04 - Pouso Alegre / MG
Igreja Batista Betel

QUEM, REALMENTE, ESTÁ LIDERANDO?


QUEM, REALMENTE, ESTÁ LIDERANDO?

Davi disse a Abigail: "Bendito seja o Senhor, o Deus de Israel, que hoje a enviou ao meu encontro. Seja você abençoada pelo seu bom senso e por evitar que eu hoje derrame sangue e me vingue com minhas próprias mãos” (1 Samuel 25.32-33).

 

Nosso texto é 1 Samuel 25.2-35, que narra a história de Davi, o futuro rei de Israel escolhido por Deus; que, no momento, ainda anda fugindo da fúria do rei Saul; e, num determinado momento, se vê obrigado a pedir ajuda a um homem rico chamado Nabal para prover alimentos a ele e seus homens.

 

Há muito o que se aprender nesta história sobre liderança cristã. Uma das lições é que, nem sempre quem tem o poder, a liderança, realmente é quem está no comando, exercendo a verdadeira liderança. Neste caso, Davi tinha o poder, a liderança – eram seiscentos homens que formavam seu exército -; e, ainda, ele era o ungido do Senhor. No entanto, os papéis se inverteram completamente. Davi que já tinha em outras ocasiões demonstrado tanto autocontrole, um espírito tão pacificador; por um momento, levado por um sentimento de que estava sendo injustiçado e humilhado, toma uma decisão baseada na força física; alimentada por um sentimento de vingança; e, assim, está prestes a cometer uma loucura.

 

São nestas circunstâncias que entra em cena uma mulher chamada Abigail, que se mostra prudente, espiritual e sábia. Prudente pelas atitudes que tomou. Sábia pela forma planejada que agiu; e, espiritual porque demonstra estar antenada com os acontecimentos da sua época – não era uma mulher alienada! -. Ela sabia que Davi seria o futuro rei de Israel e age fundamentada nesta verdade! Em função destas qualidades, é ela que assume o controle de toda a situação passando a ser a verdadeira líder naquele momento; até mesmo repreendendo o futuro rei – veladamente -; e livrando sua casa e o próprio Davi do pecado que iria cometer; influenciando totalmente suas atitudes, a mudança de seu comportamento.

 

Líder não é que tem o cargo, a função institucional; mas quem está influenciando as pessoas, o grupo; quem está levando a instituição, o grupo a tomar as decisões corretas – com ou sem o cargo; com ou sem a posição institucional -. Líder é quem está no comando da situação! Charles era o Príncipe herdeiro do trono da Inglaterra; mas quem tinha a liderança era a Princesa Diana! O Papa estava sentado em seu trono em Roma; mas quem, realmente, estava influenciando a Igreja era uma freire chamada Madre Teresa de Calcutá. Eli era o sumo sacerdote, mas quem estava com a liderança espiritual do povo era Samuel. Isso é muito importante para nós, pastores, especialmente em nossas igrejas com sua administração congregacional. Muitas vezes há aquele irmão, aquele líder que, na verdade, é quem tem a ascendência sobre os demais; que é o verdadeiro formador de opiniões; e, nesse caso, não adianta o pastor se fundamentar no fato de que – ele é o pastor!; ele tem a liderança, a presidência! -; pois isso não irá resolver o problema. O melhor é ser amigo, se aproximar, ouvir, ganhar esse irmão, esse líder antes de apresentar qualquer projeto que irá necessitar da aprovação da maioria.

 

Foi graças a Abigail que Davi foi salvo de cometer um erro cruel e que iria arruinar seu futuro reinado. Pastor, muitas vezes esses líderes, esses formadores de opiniões que Deus coloca em nossas igrejas, em nossos pastorados podem ser grandes bênçãos em nossas vidas. Eu pastoreei uma mesma igreja por trintas e dois anos e sei, por experiência própria, o quanto eles podem ser bênçãos em nossas vidas, em nossos ministérios. Você tem o cargo ou está liderando?


Adquira EU, UM LÍDER! (R$ 15,00 + frete) Curso de liderança cristã

http://pastorgenevaldo.com.br/2016/?pag=livroserevistas

Ver mais comentários

Comentar




Enviar